capa_blog_UX Research

UX Research: Desenvolvendo Pesquisas Aplicadas a UX

abril 20, 2022
04:42

UX Research ou em português Pesquisas sobre Experiência do Usuário, como você já deve imaginar, é sim uma área que faz parte da Experiência do Usuário (UX).

O UX Research é a área que estuda e pesquisa padrões de comportamento dos usuários e suas mudanças de consumo, se propondo a compreender um problema (ou vários) por meio de pesquisas e suposições com foco nos usuários.

Basicamente, consiste em investigá-los, reconhecendo suas dores e necessidades, com o objetivo de gerar insights para guiar o processo decisório e o desenvolvimento da experiência em si.

PESQUISA EM UX

A pesquisa UX, inclui uma variedade de técnicas, ferramentas e metodologias para determinar fatos e fazer descobertas, revelando informações valiosas que podem ser inseridas no processo de criação da experiência que será projetada.

Nela, utilizamos métodos quantitativos e qualitativos para colher informações. Alguns desses métodos são mais conhecidos e utilizados, como, por exemplo, os questionários e entrevistas.

Além disso, existem diferentes ferramentas que podem ser empregadas, dependendo do objetivo e necessidade da pesquisa, incluindo pesquisas de mercado, criação e estudo de personas e testes de usabilidade.

PESQUISA QUANTITATIVA OU QUALITATIVA?

Quem começou a se inteirar nesse contexto agora deve estar se perguntando: tá, então que tipo de pesquisa aplico, quali ou quanti? Bom, a resposta é simples: depende!

Calma! É que em UX, geralmente usamos métodos qualitativos para compilar insight ou observações sobre o mercado, usuários, produtos e/ou serviços. Confira alguns contextos:

Descoberta de problemas, desafios ou oportunidades;

Investigações ou suposições sobre por que algo está acontecendo;

Encontrar soluções para os problemas e desafios descobertos inicialmente.

Já as pesquisas quantitativas servem para reunir dados concretos que evidenciam que uma determinada situação não acontece por acaso. Ao invés de reunir insights, reunimos dados que justificam um determinado aspecto da experiência do usuário. Veja os contextos que incluem esse método:

Delimitar a prioridade ou escala de um problema;

Confirmar qual a proporção de usuários que está sendo afetada por determinado problema;

Comparar hipóteses/alternativas;

Mas a dica aqui é: mescle os métodos, pois cada um fornece diferentes tipos de informação sobre a experiência do usuário.

ETAPAS DE UX RESEARCH

Na prática, alguns tipos de estudo e análise fazem toda a diferença para entender seu usuário e investigar melhor a sua experiência. Portanto, o profissional pode estruturar sua pesquisa de acordo com as seguintes etapas:

Descoberta: no começo, é muito importante envolver os stakeholders nas conversas, procurar fontes de dados secundários e conversar com outros profissionais;

Exploração: onde o researcher realiza análises competitivas, revisão do produto ou marca, construção de proto-personas, mapeamento da jornada do usuário e avaliação de feedbacks do protótipo e/ou demais testes;

Teste: seja de usabilidade, usuário, MVP’s ou de validação da própria marca;

Conclusão: estudo e análise dos resultados das pesquisas para melhorias, incluindo a verificação e correção de bugs, análise dos processos internos e conferências para debate dos próximos passos.

O PROFISSIONAL DA ÁREA

Assim como UX, a área é relativamente nova, mas bastante valorizada, com mercado em ascensão. Segundo o Infomoney, com salários de até R$ 12 mil no Brasil. Graças às transformações nos padrões de consumo, fez com que a experiência de compra fosse muito mais relevante para o consumidor.

Como mencionamos, nas atribuições de um UX Researcher, o conhecimento em diversas metodologias de pesquisa é muito importante, porque esse profissional precisará planejar seus métodos, definindo objetivos e escopo do projeto.

Não podemos determinar uma formação específica para a área, pois os pesquisadores podem ter formações em áreas distintas, como Antropologia, Marketing, Design, Ciências Sociais, Negócios, entre outros.

Mas uma coisa é certa… as principais características do UX Researcher são: curiosidade, pensamento analítico e capacidade de adaptação em diferentes contextos.

CONCLUSÃO

Bom, já ficou claro que o profissional de UX Research precisa entender o negócio do cliente a fundo, para que essa imersão resulte em uma excelente experiência para os usuários de qualquer coisa, certo?

Esperamos que esse conteúdo tenha clareado suas ideias e aproveitamos para ressaltar que aqui, temos excelentes especialistas em Pesquisa aplicada ao UX, então se você quiser trocar ideias sobre esse assunto, já sabe onde nos encontrar!

Maysa Barbosa

Content Strategist

Inscreva-se em
nossa newsletter

E receba por e-mail nossos conteúdos exclusivos

    pt_BR